quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

A Estrela



Estrela do oriente
Que derrama luz sobre mim
Porque ilumina tão infimo grão de areia,
Que nunca fez nada
Para merecer claridade assim?

Tão distante estás estrela.
Mas quanto mais distante
Mais me envia luz
Misericordia do céu permitiu encontrar teu brilho
Do qual ainda não fiz jus.

Ai estrela do oriente,
Este grão de areia
Não comporta tanta felicidade.
Bendito seja o Pai do Cosmos
Que me envia tamanha caridade.

Vês estrela do céu
O germem de Amor
Em tão diminuta particula?
Contempla a presença do Criador
Mesmo num monticulo em luta?

Gloria demos, luz das miriades
Pela grandiosidade
Do que é Principio, Meio e Fim.
Que nos dá a certeza da concordia
Entre criações tão distantes assim.

Brilha, brilha estrela do oriente,
Inspira a quem ainda se arrasta na terra
A vencer a pequenes vil,
De quem aqui ainda se burila
Para sair da prisão em que se encerra.

O Amor colocado
No intimo de todos os seres
Será a alavanca, na vida, me levando vence-la
Galgando o caminho, com dores e lágrimas,
Para alcançar a beleza de uma estrela.

Um Amigo


Determina a Lei do Progresso que tudo cresça, evolua para cumprir com seu papel de participante da existencia. Nada realmente fica parado, inerte... Tudo se movimenta para que exista a vida... assim é cada um de nós, que progredimos diante dos embates da vida, senão seriamos como a água estagnada que vira foco de vermes. Evoluem corpos e atitudes, pensamentos e sentimentos, assim como diz Lázaro no Evangelho Segundo o Espiritismo "No seu inicio, o homem não tem senão instintos; mais avançado e corrompido, só tem sensações; mais instruido e purificado, tem sentimentos; e o ponto delicado do sentimento é o amor, não o amor no sentido vulgar do termo, mas este sol interior que condensa e reúne em seu foco ardente todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas".
O amor é a plenitude da evolução humana capaz de superar todos os obstáculos e dificuldades. Mahatma Gandhi compreendendo essa verdade chegou a afirmar: quando um homem chega a plenitude do amor, neutraliza o ódio de milhões. E assim caminha a humanidade partindo do grão dos instintos e sensações egoistas até alcançar a estrela cintilante do pleno Amor.



Diogo Caceres

7 comentários:

Su disse...

O amor sem dúvida nenhuma é o mais puro e o mais nobre de todos os sentimentos, e é com ele que crescemos e melhoramos as nossas vidas... Nele que nos inspiramos e escrevemos deliciosas poesias, sorrisos para amigos e desconhecidos que passam por nós...

E em seu poema um trecho me chama a atenção:

"Tão distante estás estrela.
Mas quanto mais distante
Mais me envia luz
Misericordia do céu permitiu encontrar teu brilho
Do qual ainda não fiz jus."
(Diogo)

Mesmo que as estrelas estejam longe, mesmo que o nosso esteja distante, se ele for verdadeiro e se o brilho for intenso, nós podemos sentir!!

Beijoos

Du disse...

O amor na sua plenitude, é vida e nada além!

"O Amor colocado
No intimo de todos os seres
Será a alavanca, na vida, me levando vence-la
Galgando o caminho, com dores e lágrimas,
Para alcançar a beleza de uma estrela."

Lindo de viver!

Beijos, bom dia!

Adriana disse...

Diogo,

MARAVILHOSA essa tua postagem! Sem muito a acrescentar, visto que vc, Su e Du já disseram tudo, só me resta agradecer pelas tuas visitas e comentários constantes em meu blog, em especal pelos parabéns de hoje!! Obrigada!Bjos e fica com Deus!

Iarinha disse...

Parabéns pelo blog!
Sinta-se a vontade em meu espaço tb ok? Beijos e ótimos dias..

Iarinha disse...

Tudo bem. Obrigada.
Como estás? Espero que volte
sempre mesmo.Beijos pra ti.

Anema disse...

Olá Diogo! Obrigado pelo teu comentário em meu Blog. Espero que você possa voltar mais vezes por lá!
Parabéns pelo seu Blog! Você tem muita coisa interessante aqui bro! =]

Iarinha disse...

Progredimos diante dos obstáculos; mudamos a rota do caminho.Penso que no fim, quem viveu sem ter amado verdadeiramente , viveu sem ter sentido a vida na sua plenitude maior e magnífica.É importante lembrar que o amor
muda as pessoas ;DD