terça-feira, 16 de dezembro de 2008

CAUSO DE UM CAMINHEIRO


Todos os dias busco um caminho melhor, mais perfeito, que me conduza a paz que deixei em alguma esquina de milenios atrás... ah, como era atraente o orgulho desmedido, a vaidade insana, o egoismo que me conduzia só ao meu prazer, ou melhor, a minha ilusão!!! Quanto tempo passei só a exigir minha parte de gozo do mundo, sem ver as lágrimas de dor, os olhos suplices de atenção, os rostos esquálidos de quem não tinha um pão para matar a fome das pequenas bocas no lar... ai coração, que tristezas te fiz experimentar, que tortura te submeti para satisfazer minhas vontades desequilibradas. Te afastei do abraço fraterno, das palavras de carinho, do ombro amigo a quem podias recorrer nos momentos mais tristes... te encobri de cinzas de raiva, mágoa e culpa!! Mas disse o Divino Amigo aos corações do mundo: "nada há encoberto que não seja descoberto"! E chegou o dia de tirar o véu da ilusão de sobre meus olhos... vi o que não queria enxergar, ouvi o que não queria escutar... vi o arremedo de homem que havia me tornado, os lares que havia desnorteado, os corações que na minha arrogancia tinha machucado... ouvi os gritos dos que me acusavam, o choro dos que havia abandonado, a canção triste dos ventos que me açoitavam!!! Desfes-se as sombras que me turvavam a vista e maldice minha existencia. Ai arrependimento cruel a cortar meu coração... ó vontade de jamais ter usada a palavra maledicente, o sorriso de desdenho, o punho fechado aos que encontrei. Foi quando ouvi, depois de tantos anos, uma voz de amor, me falar de fé e paz. "Que o Pai jamais fecha a porta ao filho" disse ela e como na parabola do Filho Pródigo meu Pai me esperava de braços abertos... lágrimas incontidas escorriam pela minha face, por haver ainda amor para um réprobo como eu, por existir quem não condenasse ou não apontasse o passado amargo que eu havia edificado... ai que abraço amoroso em qual adormeci após estrada tão tortuosa. Ai que ventura saber do Amor que não se acaba, da mão Amiga disposta a erguer o mais pequeno dos homens... mas que alegria ouvir a palavra confortadora e a instrução edificante a apontar a jornada a recomeçar... a construção a refazer... nada de promessas falsas de facilidades, mas sim de verdadeira responsabilidade e trabalho, esforço e lágrimas... o caminho estava a minha frente e não cabia mais vacilar, mas andar, andar com fé, com coragem e muito amor. A tempos iniciei a nova estrada, lutas não tem faltado, lagrimas tem caido, mas a alegria da consciência reta tem compensado... Ai meu Pai, que felicidade encontrar teus braços abertos após o tabalho duro e os espinhos na carne... o mundo pode me ofertar tudo meu Pai, mas nada pode me completar mais que sentir Tua doce presença no Sol que nasce a cada manhã, na chuva que lava minh´alma, no vento que acaricia minha face... Bendito sejas meu Pai, porque eu estava perdido, mas Vós me encontras-te; eu estava morto e agora estou vivo!! Bendito sejas Infinito Amor!!!!!!!

Um Caminheiro

11 comentários:

Déia Arakaki disse...

Nossaaaaaaaaaa que postagem !!!
Graças a Deus temos a oportunidade de nos renovarmos á cada dia , á cada segundo de nossa existencia, atraves de nossas sucessivas reencarnações.
Quer coisa mais gratificante em saber que podemos até ter errado e ainda estar errando e que temos como lenitivo o fato de Deus nosso pai ser soberanamente justo em sempre nos dar um nova oportunidade de nos modificarmos , evoluirmos.
Como vc disse para mim hoje :
Com certeza estamos um pouquinho melhor do que á 100 anos atras...
Mais ainda é uma luta , uma constante batalha para que possamos vencer pelo menos no que diz respeito a minha pessoa .

Ha ainda um longo caminho a ser trilhado...
Mas assim como uma caminheira vou seguindo e me modificando aos poucos ...

Parabens por mais essa luz querido

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Clark!

Todos nós somos caminheiros na vida! Todos...

Cada um tem seu caminho diferente, com pensamentos diferentes e dificuldades diferentes.

A vida é uma caminhada de subir e descer morros! Nunca será uma estrada reta! Em momentos estamos a subir e sofrer com o cansaço, a tristeza, o sofrimento e as lágrimas. Em outros momentos estamos a descer, com sorriso no rosto, corpo mais aliviado e até paramos para uma espreguiçadinha!

A vida é assim! É de sobe e desce!

Todo o sofrimento que vivemos, aprendemos a ser alguém melhor e mais sábio. Erramos para nos corrigirmos mais tarde!Tropeçamos para poder levantarmos e seguir em frente.

Orgulho, vaidade e egoismo são frutos de caminhos errados pelo homem. E é preciso muita reflexão e bom senso para voltar ao caminho verdadeiro e olhar para trás e perceber que deixamos pegadas tortas e corrigí-las mais tarde.

O importante é poder caminhar com alegria e amor no coração e o nosso morro irá diminuir com o tempo e a viagem será mais fácil a cada dia!

Excelente postagem e grandes palavras.

Abraço.

Su disse...

Que texto lindo, riquíssimo!!!!

Graças a Deus temos a oportunidade de recomeçarmos. E a cada dia temos que viver e fazer valer a pena as nossas decisões. Cada dia é uma luta, mas se vivermos em função do bem conseguiremos trilhar esse caminho sem maiores dificuldades...
O caminho é longo, mas vele a pena seguir!!!

Beijos, querido!

O Profeta disse...

Sabia apenas que era um pequenino naquela longa noite
No celeste um luminoso sorriso me chamava
Lançou-me aos olhos raios de deslumbrante luz
Era a minha prenda, uma brilhante…Estrela Alva…

Um Mágico Natal para ti querido amigo que ao longo deste ano me visitaste. Que a Estrela Alva te ilumine neste Natal.



Abraço

Adriana disse...

Oi Diogo!!!

Estou passando para desejar a vc um ótimo final de ano! Tenha um natal com muita paz, harmonia e união com toda a sua família! E um 2009 cheio de saúde, alegria, amor e boas realizações! Que Deus te ilumine e guie!!! Tudo de bom para vc!

Du disse...

Procuremos amar mais, fazer mais, acreditar mais, sonhar mais, viver mais; reclamar menos, lamentar menos, julgar menos, criticar menos...

Que isso tudo sirva, não apenas para o dia de Natal, mas para todos os dias do ano.
Quando, mais do que uma lembrança, a “Boa Nova” deve ser uma vivência cotidiana.

Um fraterno desejar: felicidade, paz, prosperidade e amor.

Grande beijo pra você, feliz Natal! \o/

Du disse...

Vamos agradecer pela vida e tudo que temos na vida. Tudo Mesmo! Até mesmo as dificuldades e adversidades que se apresentam, mais que nada mais são do que as grandes oportunidades de testarmos o quanto somos capazes.

Ninguém pode avançar em direção ao novo se permanece obstruído, contaminado pelo velho e não se dá chance. Veja a mudança como um degrau a mais na escada que você sobe na vida.

O Tempo não espera por ninguém.

Faça você mesmo o seu tempo, mude enquanto é tempo, pois se você não tomar a decisão alguém em qualquer tempo, ou algum fato ou circunstância poderão manobrar o seu processo e efetuar mudanças e transformações na sua vida.

A responsabilidade perante a vida é individual e intransferível. Você pode e é capaz! Teste-se! Tenha coragem! Escreva você mesmo no livro da sua vida, faça dela uma obra de arte.

FELIZ ANO NOVO!

Valentim disse...

E por que não recomerçarmos para uma nova vida, uma nova esperança, seguir novas estradas. Até mais, companheiro e boa viagem.

Du disse...

Passei pra deixar um abraço e desejar um bom domingo e uma semana maravilhosa.

Roberta.rj disse...

Olá amigo!!! Voltei a ativa e espero a sua visita no meu cantinho, ainda em ritmo de organização!!!
Um grande abraço e que DEUS nos ilumine!!!
ROBERTA

Iarinha disse...

Post maravilhosoo'
Uma ótima semana p ti!
Beiijos