sábado, 29 de novembro de 2008

Nossa Interdepêndencia


E terminamos mais uma semana, graças a Deus, onde com certeza o Pai nos permitiu colocarmos mais um "tijolinho" na construção de nossa felicidade!! Curioso que pensando nisso, muitas vezes não nos damos conta de como muitas pessoas fazem parte dessa construção no nosso dia-a-dia... não me refiro aqui só aos nossos familiares ou amigos intimos, mas a várias pessoas dos quais nem sabemos o nome. Para notarmos isso não precisamos ir muito longe no nosso pensamento, basta que olhemos para nós mesmos neste instante! Vejamos nossas roupas, nossas calças, nossos calçados... fomos nós mesmos que os fizemos?? Com certeza, em grande maioria, diremos que não. Nós não paramos muito para pensar nisso, mas no simples pãozinho que comemos antes de sair de casa, inúmeras pessoas contribuiram para que assim fosse feito.... o agricultor que plantou o trigo, as pessoas que trabalharam na sua colheita, o processo da fabricação da farinha, chegando no padeiro que meteu a mão na massa (literalmente..rsrsr) até chegar até a nossa mesa, foi um tremendo trabalho!! Nós somos seres interdependentes, necessitamos uns dos outros para vivermos. Não é por um acaso que a sociedade é uma Lei da Natureza, conforme os Espiritos Superiores informam a Allan Kardec, codificador da doutrina Espirita, em "O Livro dos Espiritos". Com muita lógica afirmam: Deus não deu a fala e demais capacidades de comunicação ao homem para que ele não as utilizasse!! Precisamos mesmos dessa convivência em sociedade para que sejamos uteis uns aos outros e cumpramos nossa função aqui que é o nosso progresso. Não falo somente do progresso ciêntifico ou tecnológico, até por que só ele não tem dado a felicidade a ninguém, pelo contrario em inumeras vezes mal temos sabido utiliza-lo... vejamos mesmo pelo exemplo do computador... é uma ótima tecnologia, nos permite nos comunicarmos com pessoas do outro lado do mundo, adquirir informações rapidamente, mas quantos casos de hackers prejudicando a vida de inumeras pessoas nós temos visto ou mesmo de pedofilias que tem chocado de maneira brutal diversas familias, utilizando-se de um instrumento do progresso!! Óbvio que é um avanço incrivel da inteligencia humana, mas só isso não basta... precisamos seguir um sábio conselho de Paulo de Tarso: A ciência incha, mas só o amor edifica!!! Nossa vivência em sociedade tem que visar uma interdependencia baseada no progresso moral de cada um de nós tambem... precisamos uns dos outros, mas utilizando sempre de respeito mútuo, conscientes de como afetamos a vida uns dos outros... só o ato de uma pessoa te atender bem num balcão já faz um bem danado, agora imagine ser atendido por alguém de mal-humor, com grosseria ou com má vontade!!!
Temos que perceber que uma sociedade civilizada, tem por base o amor ao próximo como a si mesmo, sendo assim fazendo aos outros o que gostariamos que nos fosse feito... observemos e aprendamos com a natureza que nos cerca, que com toda harmonia serve sem arrogancia ou egoismo... a arvore que cede seus frutos e sua sombra para abrigar a quem passa, a flor que cede seu nectar a abelha que por sua vez espalha o polén da mesma para sua mutiplicação.. toda a natureza é um anelo de serviço mútuo. Que possamos fazer o mesmo em nosso cotidiano, seguindo a verdadeira natureza... a natureza Divina a qual pertencemos que só pode nos trazer a felicidade a partir que decidamos vivencia-la integralmente!!!! Abraço a todos!!!


Diogo Caceres

4 comentários:

Carol disse...

Amor, amor, amor, e + amor!
Isso é tudo que nós precisamos pra ser feliz.
Texto muito forte esse seu Diogo, parabéns !

NANA disse...

Olá Diogo, obrigado pela visita ao meu bloguinho!
Percebi que conhece a Drica e o Espírita na Net.
Seja sempre bem vindo!

"...Temos que perceber que uma sociedade civilizada, tem por base o amor ao próximo como a si mesmo..."

Amar ao próximo é básico na vida. Não o próximo-família, mas o próximo-vizinho-patrão-marginal... Mas a gente não consegue. Fato!
Pq amar, implica em aceitar, não julgar. E a gente julga e não aceita as pessoas como elas são.

Nos achamos sempre melhores e os outros piores e isso nos dá o direito de cobrar, exigir e condenar. Como vamos conseguir amar o próximo assim?

Desculpa o desabafo. Ainda é reflexo do post que vc leu. Hehe...

Bêjos e volte sempre na minha casinha!

Du disse...

A ciência incha, mas só o amor edifica!!!

Gostei do texto por inteiro, mas essa frase me chamou mais atenção, Diogo!
Vim agradecer sua visita e suas palavras lá no meu blog e dizer que será sempre bem-vindo!
Vou te linkar lá também pra não esquecer de voltar e ler teus textos que pelo jeito, são muito bons!

Muito obrigada, que você tenha uma excelente semana!

Beijos!

Adriana disse...

Diogo, sem palavras!! Adorei teu texto!! Esse tema é muito rico, como seria bom se todo mundo parasse para refletir sobre ele um pouquinho, sobre a nossa vida em sociedade, em como precisamos dela, em como tudo o que fazemos, de bom ou de ruim, afeta aos outros e a nós mesmos... Se pensássemos mais sobre isso veríamos que, de fato, o egoísmo é a maior chaga da sociedade!...

Vejo que vc conheceu Carol, Nana e Du! Eu adoro essas meninas!!

Beijão e fica na paz! Boa semana pra vc!!